SENADO APROVA O DIA NACIONAL DE COMBATE A SÍFILIS
SENADO APROVA O DIA NACIONAL DE COMBATE A SÍFILIS

Boa notícia para todos os profissionais de saúde envolvidos no combate à sífilis em todo o Brasil. No início de março, o Senado Federal aprovou a criação do Dia Nacional de Combate à Sífilis e à Sífilis Congênita. O projeto segue agora para sanção presidencial.

O Dia Nacional de Combate à Sífilis e à Sífilis Congênita será lembrado todos os anos, no terceiro sábado do mês de outubro.  “É importante, para a resposta à sífilis, que tenhamos um dia para que as pessoas e os gestores possam se lembrar dessa doença, tantas vezes relegada”, diz a diretoria do Departamento de IST, HIV/Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Adele Benzaken.

Todos os tipos de sífilis – em adultos, gestantes e congênita (em bebês) - são de notificação obrigatória no país. Segundo dados do Boletim Epidemiológico de 2016, entre os anos de 2014 e 2015, a sífilis adquirida teve um aumento de 32,7%; a sífilis em gestantes, de 20,9%; e a sífilis congênita, de 19%. 

Desde o ano passado, o Ministério da Saúde gerencia uma agenda de ações estratégicas para frear o crescimento dos casos de sífilis congênita no país. A ação visa alertar os casais sobre a necessidade da prevenção e de fazer os exames pré-natais desde o começo da gestação.